bithinhos

Blog do Ninho

Vamos falar de traqueobronquite?

Vamos falar de traqueobronquite?
Compartilhar

14/06/2017 19:06

Com as temperaturas mais baixas, com a chegada do frio aumenta a incidência de traqueobronquite ou Tosse dos Canis. E como sempre prevenir é melhor do que remediar.
 
A traqueobronquite é um doença contagiosa, de início súbito, que causa infecção respiratória, secreção naso-ocular e tosse. E podem ser causados pelos agentes Bordetella bronchiseptica e pelo vírus da parainfluenza canina, que são os mais os comuns. Mas, outros vírus e bacterias também podem estar associados com a Traqueobronquite Infecciosa Canina ou Tosse dos Canis.
 
A TIC ou a Tosse dos Canis é uma doença sazonal, e ocorre mais nos meses frios. A transmissão pode aumentar muito em animais que estão em locais com alto fluxo de animais, mas também acomete animais intra-domiciliar, podendo afetar animais de qualquer idade.
 
A forma de transmissão mais comum é a de contato direto com animais infectados. Mas também existe a contaminação indireta, onde a contaminação é pelo ar, ou secreções respiratórias (aerossóis), e ainda os agentes podem se disseminar rapidamente, nos bebedouros e comedouros, quando o ambiente é intensamente contaminado.
 
Após o animal infectado, os agentes virais podem ser transmitidos por até 3 meses, principalmente a B. bronchiseptica. 
Os sinais clínicos são variáveis e depende da causa. Para cães que se infectaram com apenas um a agente, a doença geralmente é branda e auto-limitante, mas é bastante comum a infecções por múltiplos agentes, e a doença se agrava.
 
Por isso a pergunta: você se lembra quando foi a ultima vez que você vacinou o seu amigo contra a traqueobronquite? Sim porque além das doses quando filhote, que pode ser feita a partir de 6 semanas de vida, com reforço após 2-4 semanas, essa vacina deve ser aplicada uma vez por ano, sem reforço.
 
A vacina deve ser feita principalmente em animais que são hospedados em hotéis, ou que frequentam creches e pet shops.
Além da vacina a dica é procurar o seu medico veterinário ao perceber algum indicativo da presença da doença.